Whisky: Entenda as diferenças entre eles.

SÓ SCOTCH É SCOTCH

Para ser considerada um scotch, a bebida deve seguir as regras da Scotch Whisky Order de 1990, a saber: deve ser destilada na Escócia e maturada naquele país por pelo menos três anos em barril de carvalho. Ou seja, nenhum scotch que chega a um copo tem menos de 3 anos de vida. Além disso, o whisky escocês não pode ter nada além de água e caramelo em sua coloração e deve ser engarrafado com no mínimo 40% de teor alcoólico.

 

SINGLE MALT

É feito com cevada maltada em uma única destilaria.

 

 

BLENDED MALT

É a mistura de dois ou mais malts de diferentes destilarias.

 

 

SINGLE GRAIN

É feito com base em cereais maltados ou não, como cevada, milho e trigo.

 

 

BLENDED GRAIN

Mistura de dois ou mais whiskies de grão.

 

 

BLENDED

Combinação de whiskies de grão e de malte. Um blended pode reunir mais de 60 tipos de whisky.

 

 

 

É PRECISO SABER BEBER
Para apreciar a bebida, preste atenção a estes quatro fatores

 

COR

A cor dá algumas pistas sobre o whisky. Cores escuras indicam notas de nozes e damasco.

 

AROMA

Oito termos descrevem os aromas: de cereal, vinoso, turfado (leia-se esfumaçado), amadeirado, picante, floral, frutado e sulturoso. Mas nada o impede de evocar amoras selvagens.

 

SABOR

Procure notar o equilíbrio entre os quatro sabores principais: doce, amargo, ácido e salgado. Adjetivos como refrescante, viscoso, caloroso, picante ou enjoativo também podem ser usados para descrever o scotch.

 

RETROGOSTO

Depois de beber, avalie se o retrogosto é persistente na boca. Um final duradouro é apreciável, mas whiskies mais leves podem ter um agradável final curto.

 

TODOS OS WHISKIES PRODUZIDOS FORA DA ESCÓCIA SÃO GRAFADOS COMO “WHISKEY”, COM UM “E” NO FINAL, APENAS O SCOTCH PODE SER CHAMADO DE ”WHISKY”.